FANDOM


Papu Papu é um chefe aborígene muito comilão, líder da tribo de nativos da ilha de N. Sanidade. Ele não está nem do lado de Crash nem do de Córtex, mas está sempre pronto para capturar e/ou comer qualquer coisa que entrar em seu caminho.

Quando Crash naufragou na ilha de N. Sanidade no primeiro jogo da série, Papu e seu povo tentaram capturá-lo para fazê-lo de comida, mas Crash é capaz de escapar da multidão através de um javali e derrotar Papu, deixando-o inconsciente para que consiga escapar. O epílogo do jogo diz que ele vendeu as ruínas do castelo incendiado de Neo Córtex para um construtor de resorts, e usou os procedimentos para abrir uma gigantesca loja na ilha (esse epílogo é considerado falso, já que o castelo é visto intacto em alguns jogos, principalmente Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back e Crash Nitro Kart).

Em Crash Twinsanity, Papu tenta fazer de Córtex um sacrifício para seu deus, mas quando Crash atrapalha a oferenda, Papu manda seus súditos capturarem Crash, mas mais uma vez essa tentativa falha.

Papu também aparece como chefe e personagem jogável de Crash Team Racing se o diamante verde for coletado no modo "Aventura". Neste jogo, ele fala inglês pela primeira vez (apesar de não muito fluentemente) além de ter seu próprio estágio no jogo a pista Papu's Pyramid, de acordo com o epílogo do jogo, Papu entrou para a Associação de Luta Livre e mudou seu nome para "Sr. Mega-Barrigão". Seu golpe principal, a "Batida do Mega-Barrigão", foi banido pela ALL depois que três lutadores tiveram a clavícula quebrada.

Ele também é o primeiro chefe de Crash Bash, onde é capaz de invocar mini-Crashes, e começa a rir quando eles são destruídos. Neste ponto, ele fica vulnerável, permitindo o personagem jogar uma caixa de qualquer tipo nele. Se esse processo for repetido mais duas vezes, uma pedra gigante cairá em cima dele.

Descrição Editar

O grande Papu Papu lidera uma simples tribo da Ilha N. Sanity. Ele passa o tempo a dormir e a comer (na sua língua nativa, "papu papu" significa "passe outra vez o prato, amigo"), e saúda rapidamente qualquer visitante inesperado com um grande bastão. A sua enorme barriga abana como nenhuma outra, o que lhe ganhou o respeito e admiração dos seus companheiros tribais.

Papu Papu e os seus guerreiros vivem numa pequena aldeia por detrás de um alto muro de madeira, onde criam javalis em cercas. Apesar da sua falta de cultura geral, ele sabe falar inglês simples para além do dialeto da sua tribo.

Papu é bilíngüe, capaz de falar duas línguas; Inglês e sua língua nativa. Em Crash Team Racing, Papu fala em terceira pessoa e com falta de pronomes, muito parecido com Tiny Tiger; ou seja, "Papu se move tão rápido, você munch faixas". Em Crash Twinsanity, no entanto, ele fala sua língua nativa, embora principalmente apenas para o seu povo.

Apesar de ser um personagem geralmente neutro, ele é retratado como um antagonista em todas as suas aparições até o momento. Enquanto ele estava apenas irritado com a invasão do Crash, Uka Uka parece estar em bons termos com ele, como visto em CTR e Crash Bash. Em Twinsanity, atualmente ele parece estar trabalhando sozinho.

História Editar

Crash Bandicoot Editar

A primeira aparição de Papu Papu foi em Crash Bandicoot, onde ele é o primeiro chefe. Ele fica furioso quando Crash o desperta de seu sono em seu trono. Papu Papu ataca Crash e uma batalha segue. Papu Papu usa sua equipe tribal para combater Bater; no entanto, o marsupial supera o nativo forte e o derrota ao derrubá-lo. Isso é feito pulando a cabeça quando o cajado está no chão.

Crash Team Racing Editar

Papu Papu reaparece no Crash Team Racing como o segundo chefe do jogo. Sua trilha em casa é a Pirâmide de Papu em The Lost Ruins. Ele joga ambos os copos verdes e vermelhos para tentar desacelerar seu oponente, tanto soltando-os quanto atirando-os para trás. Como Tiny, Dingodile e o Doutor Nefarious Tropy, Papu Papu era um piloto veloz às custas de um mau giro e aceleração. Ele pode ser desbloqueado completando o Green Gem Cup no modo aventura ou segurando os botões L1 + R1 enquanto pressiona Esquerda, Triângulo, Direita, Baixo, Direita, Círculo, Esquerda, Esquerda e Baixo no menu principal. Seu kart é amarelo.Após os eventos do CTR, ele se tornou um wrestler e mudou seu nome para "Mr. Bad Belly". Infelizmente, seu movimento de assinatura, o Bad Belly Bounce, acabou sendo banido depois que várias de suas vítimas sofreram graves queimaduras por fricção.

Twinsanity Editar

Papu Papu tem uma pequena aparição no Crash Twinsanity. Ele é visto pela primeira vez quando o doutor Neo Cortex revela que ele inveja a vida dos homens da tribo em Totem Hokum. Mais tarde, o córtex colide com Papu Papu, que o captura, o leva para a aldeia nativa e o prende a um totem, possivelmente para algum tipo de ritual. Crash tempestades da aldeia e usa um verme para salvar Cortex. Depois de Crash libertá-lo e destruir o totem, Papu Papu envia o resto da tribo depois do Bandicoot.

N. Sane Trilogy Editar

Papu Papu retornou como chefe do Crash Bandicoot N. Sane Trilogy. Enquanto seu chefe luta na versão remasterizada de Crash Bandicoot é semelhante ao original, Papu Papu agora ostenta cinco pontos de vida em vez de três (como na versão japonesa do jogo original) mas seu ataque com seu cajado continua da mesma forma, ao ser derrotado Papu cai desmaiado no chão permitindo involuntariamente que Crash use sua enorme barriga como trampolim.

Fatos Interessantes Editar

  • Um dos protótipos para o design de Papu Papu mostrava-o como um guerreiro alto e musculado. No entanto, a Naughty Dog queria um personagem gordo porque acharam que ia ser divertido animar alguém cuja gordura abanasse.
  • O enfeite no seu cabelo normalmente é azul e roxo, mas na arte promocional do primeiro jogo e na luta em Crash Bash é amarelo.
  • Em Crash Bash o estágio Jungle Fox faz alusão a tribo de Papu Papu no primeiro jogo da série, além disso o desafio Cristal deste mesmo estágio, vemos o cenário modificado e a grande casa de madeira no centro lembra a casa de Papu.

Galeria Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.